Fique Ligado!

Brasil

Brasil tem recorde com 2.736 mortes por Covid-19 em 24 horas

Média móvel de óbitos ficou acima de 2 mil pela primeira vez.

Redação

Publicado

em

vitoria es sepultamento de vitima da covid 19 no cemiterio boa vista em maruipe 255320 article | 24Horas

Pela primeira vez, a média móvel de mortes por causa da Covid-19 no Brasil ficou acima de 2 mil. Nas últimas 24 horas, o país registrou 90.303 novos casos da doença, o maior número desde o início da pandemia. Os dados são do Ministério da Saúde, e de Secretarias Municipais de Saúde em todo brasil.

O recorde até então havia sido registrado em 7 de janeiro, quando foram confirmados 87.843 novos casos.  A atualização elevou a 11.693.838 a totalidade de diagnósticos no Brasil.

Ainda nas últimas 24 horas, outro recorde contabilizado é o número de óbitos. Foram 2.736 mortes de ontem pra hoje, somando 285.136 óbitos provocados pela doença. Este é o segundo maior total em todo mundo, menor apenas que os Estados Unidos. Se considerar as últimas 48 horas, foram mais de 5,5 mil mortes em todo o país.

A média móvel de mortes ficou em 2.031 – sendo esta a primeira vez que atinge um patamar maior que dois mil. O índice vem batendo recordes há 22 adias consecutivos.

OCUPAÇÃO DOS LEITOS DE UTI

Em todo o Brasil a situação é dramática. Apenas dois dos 26 estados tem menos de 80% de ocupação dos leitos de UTI e, em três estados, sendo eles Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia, já não há mais vagas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS).

O Paraná segue com 96% dos leitos ocupados. A situação é pior em Santa Catarina (97,3%) e no Rio Grande do Sul, que já não tem mais vagas livres.

Enquanto isso, a vacinação caminha a passos pequenos. Até o momento foram 10.485.265 pessoas que receberam a primeira dose do imunizante – o que equivale a menos de 5% da população. No entanto, apenas 2,9 milhões receberam a segunda dose.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
PUBLICIDADE

24H no FACE

ÚLTIMAS

EM ALTA