Fique Ligado!

Brasil

Paulo Gustavo: Das telas à luta contra Covid-19

‘Dias calmos, de estabilidade e pequenos progressos’, diz marido sobre a luta de Paulo Gustavo contra a doença.

Lyvia Fernandes

Publicado

em

Paulo Gustavo
Ator apresenta melhores em seu estado clínico. Foto: Divulgação

Internado desde o dia 13 de março, o ator Paulo Gustavo (42) apresenta instabilidades em seu caso clínico. No novo boletim divulgado nesta quinta (15), seu estado de saúde ainda é grave, mas não apresenta mais hemorragias. 

Em seu perfil do Instagram, o marido do ator, Thales Bretas postou um relato emocionante: 

“Cada vez mais apaixonado pela garra dessa pessoa tão incrível e iluminada! Não é à toa que toca tanto as pessoas!!! Ele realmente não é só cativante. É sobrenatural! É inacreditável! E a fé combina com ele. Sua força física, sua energia vital e as ajudas divinas somadas vão trazer ele de volta pra todos nós que ansiamos tanto por isso”, escreveu.

Paulo Gustavo e Thales Bretas são pais de Gael e Romeu.

O grande sucesso 

 O ator e humorista ficou conhecido em 2006 quando estreou o espetáculo “Minha Mãe É Uma Peça”, que ganhou uma adaptação para o cinema em 2013 e uma continuação em 2016. No monólogo, com texto de sua autoria, Paulo interpretou Dona Hermínia. 

Paulo esteve entre as maiores bilheterias do país, com sucessos como Vai que cola, Fala sério, Mãe, Minha vida em marte, entre outros. Sua atuação lhe rendeu premiações como o Prêmio Shell de melhor ator, e indicações ao prêmio Jovem Brasileiro, como melhor humorista jovem e Meus prêmios Nick como melhor ator e humorista. 

O carioca já fez parte de peças de teatro, videoclipes e sucessos de TV. Em 2015 lançou o livro “Minha mãe é uma peça” pela editora Objetiva. 

Paulo Gustavo

Paulo Gustavo interpretando a famosa personagem, Dona Hermínia (Foto: Divulgação)

No boletim médico, a equipe médica esclarece que:

“Finalmente conseguimos sanar as fístulas bronco-pleurais identificadas. Nas últimas 48 horas também observamos a normalização da coagulação com o tratamento instituído e não mais detectamos sinais de hemorragias. A situação clínica do paciente, embora ainda crítica, traz à equipe profissional mais confiança em sua recuperação. Estamos cientes de que ainda temos um caminho pela frente.” 

Paulo Gustavo permanece com ventilação mecânica e o ECMO, uma terapia feita através de uma máquina, que substitui a função de troca de oxigênio que o pulmão faz.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

EM ALTA