Um dia após manifestações dólar dispara e Ibovespa opera em queda

Cenário econômico é reflexo sobre incertezas e crise institucional no país.

- Continua depois da publicidade -

Trending

O preço do dólar subiu acentuadamente frente ao real nesta quarta-feira (08) um dia depois das manifestações de 07 de setembro. Os investidores atuavam com cautela diante dos novos ataques do presidente Jair Bolsonaro aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Às 13h50 o dólar subia 2,17% frente ao real, negociado em R$ 5,30.

Investidores também evitaram injetar recursos na bolsa de valores, com agentes financeiros repercutindo nesta quarta os desdobramentos da manifestação. Para eles o cenário é de incertezas diante da crise institucional pela qual passa o país.

Essa receita afugentou investidores mais cautelosos, que preferiram aplicar em outros mercados. O resultado foi a queda de 2,76% no Ibovespa que bateu 114.630 pontos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Cultura: prazo para inscrever projetos no Promic encerra segunda

Ao todo, o Promic destinará R$ 1.360.000,00 para os projetos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -