- Publicidade -
- Publicidade -

Marília Mendonça pode virar nome de avenida em Goiânia

Avenida Castelo Branco pode ser rebatizada com o nome da cantora.

Trending

Um vereador de Goiânia propôs mudar o nome da Avenida Castelo Branco, uma das principais da cidade, para Avenida Marília Mendonça. O vereador Marlon Teixeira (Cidadania) aproveitou a discussão para sugerir a revisão dos nomes de locais públicos da capital, que homenageiam líderes da ditadura militar.

A proposta protocolada na quarta-feira (10) na Câmara Municipal de Goiânia sustenta que a cantora cresceu e morou toda sua vida na cidade, e destaca a contribuição dela para a cultura musical e o empoderamento feminino. A cantora morreu em um trágico acidente aéreo em Piedade de Caratinga (MG) no dia 05 deste mês.

Avenida Castelo Branco, em Goiânia – Foto: Google Street View

“A Marília Mendonça representa a música, a força da mulher. Já Castelo Branco foi apenas o primeiro presidente militar. Precisamos de bons exemplos e a Marília é um exemplo bem melhor do que um presidente ditador, que deu um golpe”, disse.

O projeto irá passar pela Procuradoria da Câmara e em seguida pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Após isso, deve ser aprovado em duas votações.

“Vamos ver se haverá o apoio à cultura ou à ditadura. Esse projeto discute se devemos ou não continuar homenageando pessoas que fizeram tão mal ao nosso país”, completou Marlon.

QUEM FOI CASTELO BRANCO?

O marechal Humbero de Alencar Castelo Branco foi um dos articuladores do golpe militar de 1964, e presidiu o país a partir deste ano até 1967.

Seu governo foi responsável por implantar as bases da repressão que se estabeleceram no que ficou conhecido como “anos de chumbo”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Bolsonaro amplia ProUni para alunos de escolas particulares

Critérios de exigência de renda para ingresso foram mantidos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -