- Publicidade -
- Publicidade -

Norte Pioneiro se destaca como uma das regiões turísticas mais estruturadas do Paraná

Região turística ocupa o segundo lugar em ranking no estado do Paraná.

Trending

A região turística do Norte Pioneiro composta por 16 municípios ficou em 2º lugar em um ranking do turismo em todo o Paraná. A liderança ficou com o litoral. O ranking foi montado de acordo com o desempenho de cada cidade no mapa nacional do turismo.

Segundo o especialista em Turismo, Luiz Fernando Neves, o governo federal aplicou a fórmula baseada no mercado hoteleiro das cidades e criou a categorização das cidades. “No Paraná, atribuímos pesos e criamos o ranking das regiões turísticas do estado”, explica.

“Nós atribuímos peso para cada classificação de cada cidade no mapa. Fizemos uma média e dividimos pelo número de municípios que cada região tem”, detalhou. “Esta categorização é um recurso matemático, não é um diagnóstico”, explica Luiz Fernando.

A categorização agrupa municípios de acordo com o desempenho de suas economias, levando em consideração alguns aspectos como quantidade de estabelecimentos e empregos na hotelaria, quantidade de visitantes domésticos e internacionais e arrecadação de impostos dos meios de hospedagem.

Para cada categoria, um peso, segundo a seguinte classificação: A (5 pontos), B (4), C (3), D (2) e E (1). Para posicionar a município no ranking, se faz a soma de pontos acumulados por categoria e se divide pelo número de municípios.

O Ministério do Turismo pondera que a lista não mede atratividade ou competitividade, mas o desempenho da economia do turismo. “De qualquer maneira, enxerga-se o impacto que o setor turístico aplica nas regiões e de que forma o estado, e as cidades primeiramente, devem pensar o turismo como gerador de receitas, como motor de economia”, afirma Luiz Fernando.

De 2015 para 2020, houve um aumento de 100% no Cadastur (sistema de cadastro nacional de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo) para meios de hospedagem na região turística do Norte Pioneiro. Na categoria bares e restaurantes, que é facultativo o cadastro, foi registrado um aumento de quase 160% no número de empreendimentos inscritos.

“Estamos nos fortalecendo dia a dia, mas ainda temos um longo caminho pela frente, visando o desenvolvimento, o crescimento e a transformação econômica e social de todo o Norte Pioneiro do Paraná”, destacou o consultor da Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná – ATUNORPI, João Gouveia Cezar do Coletivo Pratique Turismo Regional.

Em 2015 eram 17 agências de turismo cadastradas no Cadastur e passaram para 37 em 2020. Nos meios de hospedagens passaram de 12 cadastrados em 2015 para 24 em 2020. Restaurantes, cafeterias, bares e similares passaram de três em 2015 para 18 em 2020. Estes são apenas alguns números que relatam o crescimento do interesse turístico na região do Norte Pioneiro.

“Esses dados, somados aos constantes anúncios de novos investimentos em infraestrutura na região, e de novos empreendimentos privados, além do aumento constante do fluxo de turistas, coloca a nossa região em posição de vanguarda no estado do Paraná, sendo um importante polo de geração de trabalho, renda e oportunidades”, complementou João Gouveia Cezar.

O presidente da ATUNORPI, Welington Trautwein Bergamaschi, destacou o potencial da região. “O Norte Pioneiro é uma região forte e consolidada. Temos três produtos muito bem estruturados, a Rota do Rosário, a Rota do Café e a primeira Área Especial de Interesse Turístico do Brasil, Angra Doce. Nós temos um potencial muito grande ainda a ser desenvolvido e já nos posicionamos hoje em relação a outras regiões do Brasil como um polo para atração de investimentos. É importantíssimo esses estudos e pesquisas para poderem validar nosso potencial”, frisou.

O Paraná é destino turístico importante, como demonstram os números relativos a 2019, ano em que os dados são mais confiáveis, considerando a pandemia que se instalou na sequência. De acordo com dados divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado apresentou crescimento de 5,4% no turismo em junho, incremento acima da média nacional, que ficou em 1,5%.

O desempenho do Estado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento da receita de empresas de locação de automóveis, de restaurantes e hotéis. O resultado colocou o Paraná na vice-liderança no ranking brasileiro do turismo no período, atrás apenas do Rio de Janeiro (5,8%), mas à frente de estados com tradição no setor, como Santa Catarina (3,5%) e Bahia (3,1%).

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Vereadores aumentam salário do prefeito de Paranaguá de R$ 16 para quase R$ 26 mil

Também sobem os salários do vice-prefeito e dos secretários municipais.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -