- Publicidade -
- Publicidade -
Array

Auditoria investiga ex-diretor regional do Detran-PR em Jacarezinho

Trending

Henrique Alves Pereira Vilela, ex-diretor da unidade de Jacarezinho do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), será investigado pelo órgão por suspeita de ficar com o dinheiro de taxas pagas por contribuintes.

Vilela ficou no cargo de fevereiro de 2015 até o fim de 2017, quando surgiram as primeiras denúncias. A investigação aponta que Vilela, em vez de informar que determinado contribuinte havia feito o pagamento, fazia lançamento com taxa de isenção e ficava com o dinheiro.

VÍTIMA

A professora Marilda Cleto de Silva Fernandes afirma que, há um ano, quando foi realizar a transferência de um veículo, “o diretor me chamou na sala dele e se prontificou a fazer a tramitação do processo, inclusive realizar o pagamento das taxas. Entreguei o dinheiro do valor das taxas nas mãos dele, e acreditei que tudo estava correto”.

Ao ser intimada para prestar depoimento em 24 de janeiro, Marilda descobriu que o dinheiro entregue a Vilela não foi utilizado no pagamento. A professora agora espera uma explicação do Detran-PR. “Isso é muito triste, estou arrasada. Não é pelo dinheiro, mas me sinto traída, sabotada por uma pessoa que deveria estar ali para trabalhar para o povo”, declarou.

INVESTIGAÇÃO

A conduta de Henrique Vilela é investigada em processo administrativo aberto pelo Detran-PR. O diretor geral do órgão, Marcos Traad, informou que, após a conclusão da auditoria, cuja previsão é de 15 dias, um relatório será enviado à Polícia Civil.

Traad não detalhou quantas foram as denúncias recebidas, mas informou que Vilela foi exonerado do cargo logo que a primeira denúncia surgiu. “Pessoas estão sendo intimadas a prestar esclarecimentos como testemunhas. Todos os procedimentos administrativos já foram tomados pelo Detran”, disse.

Até esta sexta-feira (2), mais de 20 pessoas como testemunhas tinham prestado depoimento à auditoria do Detran-PR. O órgão informou que o ex-diretor não será ouvido no processo administrativo e deve prestar esclarecimentos na investigação realizada pela Polícia Civil.

(Com informações do G1)

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Corpo é encontrado na praça da juventude na zona sul de Londrina

Mulher tinha ferimentos provocados por faca pelo corpo.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -