- PUBLICIDADE -

Com 96% das UTIs lotadas, Curitiba volta a fechar bares e casas noturnas

Prestes a ter seu sistema de saúde em colapso, a capital do Paraná, Curitiba, decretou o fechamento de bares e casas noturnas devido à explosão de casos de coronavírus na última semana. As medidas passam a valer a partir desta sexta-feira (27) após o anúncio de que a cidade volta para a bandeira laranja na pandemia, o que significa “alto risco”.

O decreto baixado pelo prefeito Rafael Greca amplia o horário de funcionamento do comércio das 09h às 20h, mas por sua vez fecha por 7 dias os bares e casas noturnas da cidade, que não poderão abrir nem mesmo para atender delivery. Para Greca, a regra é que a população fique em casa e saia somente se necessário.

+ VEJA O DECRETO

Também fecham a partir de hoje os estabelecimentos destinados a eventos, recepções e festas, como centro de convenções e espaços de buffet. Aglomerações de qualquer tipo estão proibidas na cidade; O fechamento também afeta os parques temáticos de Curitiba.

Restaurantes podem funcionar, com 50% da capacidade, em período das 06h às 22h. No decreto anterior, os estabelecimentos podiam funcionar até as 23h.

MEDIDAS

Fica suspenso por 7 dias o funcionamento

  • Bares e casas noturnas;
  • Parques temáticos;
  • Centros de convenções;
  • Buffets
  • Congressos

Podem funcionar com 50% da capacidade

  • Restaurantes (06h às 22h)
  • Cinemas, teatros, circos e museus (06h às 22h)
  • Hotéis e pousadas
  • Call Centers (das 09h às 22h – exceto os serviços em home-office)

Tiveram horário de funcionamento ampliado

  • Shoppings Centers podem abrir das 08h às 22h (antes podiam funcionar a partir das 11h às 22h);
  • Comércio de rua aberto das 09h às 20h (antes podiam funcionar das 10h às 20h); 

SEGUNDA ONDA

Curitiba tem 12,7 mil casos ativos de Covid-19 segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Desde o início da pandemia, foram 73.444 casos e 1.678 mortes provocadas pela doença na capital. 

Um dos dados mais preocupantes, segundo a prefeitura, é a taxa de ocupação dos hospitais da cidade. Em Curitiba 96% dos leitos de UTI para adultos estão ocupados. Apenas 13 dos 324 leitos estão disponíveis. Somando a ala pediátrica, a ocupação geral da UTI em Curitiba é de 94%. A maioria dos pacientes estão com coronavírus.

Outro índice alarmante é a taxa de transmissão na cidade, que está em 1,28. Ou seja, 100 pessoas infectadas transmitem a doença para outras 128. Para evitar a evolução do Covid, esse índice precisa ficar abaixo de 1.

RECOMENDAÇÕES

O decreto de Rafael Greca também recomenda que as empresas priorizem o trabalho remoto quando possível, para reduzir o número de pessoas circulando pela cidade, e para evitar lotação no transporte público.

A prefeitura também pediu para que se evite a circulação no período das 23h às 05h. A nova medida não impõe restrições no transporte coletivo, que continua circulando com 70% da capacidade.

BANDEIRA LARANJA

Curitiba adotou pela primeira vez a bandeira laranja nos meses de junho a agosto. Ao longo desse período, bares, parques e clubes esportivos ficaram proibidos de funcionar. As determinações da bandeira laranja foram prorrogadas por duas vezes após o período, a primeira em 3 de agosto, quando a prefeitura ampliou o horário de funcionamento de shoppings e comércios de rua.

A segunda aconteceu em 10 de agosto, mas dessa vez as autoridades restringiram mais o funcionamento de estabelecimentos aos fins de semana. Em 18 de agosto, o decreto que determinou a volta da bandeira amarela, liberou bares, parques e feiras livres. 

No entanto, em 7 de setembro, a capital voltou para a bandeira laranja, fechando bares e restringindo o funcionamento de comércios e supermercados até o dia 25 de setembro.

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Botão Voltar ao topo