Array

Decreto que limita funcionamento do comércio em Londrina é prorrogado

- Continua depois da publicidade -

Trending

A prefeitura de Londrina prorrogou até o dia 30 de junho os decretos 541 e 548 que dispõe sobre o funcionamento das atividades produtivas na cidade, inclusive os shoppings.

Pelo decreto já vigente, os estabelecimentos de rua podem funcionar em horário limitado, das 10h às 16h.

Já nos shoppings, o horário de funcionamento permitido é das 11h às 19h. Aos finais de semana a determinação é para que todo o comércio fique fechado. As medidas foram adotadas para tentar frear a curva de contaminação pelo coronavírus.

Londrina tem mais de 1.080 casos e 62 mortes por causa da doença.

A Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) publicou nota oficial e disse que está atenta a todas as ações direcionadas ao combate do vírus na cidade. No texto, a entidade diz estar acompanhando diariamente as estatísticas e a ocupação dos leitos de enfermaria e UTI durante a pandemia.

+ NOTÍCIAS DE LONDRINA NO 24HORAS

O texto foi direcionado aos empresários e pede ainda para que eles cumpram as recomendações de saúde e higiene, bem como as regras determinadas pelos decretos municipais.

“Vale ressaltar que o comércio de rua de Londrina deve funcionar das 10h às 16h, e os shoppings das 11h às 19h, ambos de segunda a sexta-feira. Quando esses horários deixam de ser seguidos, surgem conflitos com outros setores da economia, como a indústria e os prestadores de serviços, provocando efeitos negativos como a superlotação do transporte coletivo.”, diz outro trecho da nota.

“O cumprimento à risca dos protocolos e medidas de flexibilização, além de evitar a disseminação da Covid-19, nos dá subsídio para evitar um novo fechamento do setor produtivo de Londrina.  A ACIL reiterou que o momento é de prevenção, força, união e esperança”, finaliza.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Homem de 46 anos é preso após matar irmão a facadas em Sarandi

Familiares disseram que agressor sofre de transtornos psiquiátricos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -