- Publicidade -
- Publicidade -
Array

Delegado que investigava morte de Teori Zavascki é assassinado

Trending

Ministro Teori Zavascki – Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

O delegado designado pela Polícia Federal (PF) para investigar a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, em um acidente de avião em Paraty, no Rio de Janeiro, foi assassinado na madrugada desta quarta-feira (31), em Florianópolis, Santa Catarina. Adriano Antonio Soares estava com outro delegado, identificado como Elias Escobar, que também morreu.

Fora do horário de serviço, os dois estavam em uma casa noturna quando teria ocorrido um desentendimento entre frequentadores seguido de tiroteio. Eles estariam em Florianópolis para participar de um curso. De acordo com a Polícia Militar, uma terceira pessoa também foi baleada, que seria uma das envolvidas na suposta briga. Um dos delegados teria morrido no local e o outro no hospital. A Polícia Militar informou ainda que, por volta das 5h30, um veículo passou em frente a unidade de saúde atirando, porém ninguém ficou ferido. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Polícia Civil com apoio da PF.

Ministro

Adriano Antonio Soares, quando assumiu a investigação do caso do ministro Teori Zavascki, que era o relator da Lava Jato no STF, decretou sigilo sob a investigação. Soares era delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis desde 2009. Já o colega Elias Escobar foi delegado em Volta Redonda por dois anos, e chefe da Polícia Federal em Niterói até março deste ano.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Mulher de 31 anos morre após acidente na Castelo Branco, em Londrina

Acidente aconteceu na tarde de sábado no Jardim Hedy.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -