- Publicidade -
- Publicidade -
Array

Diretor de jornalismo da Record Brasília, João Beltrão é afastado do cargo

Trending

A polêmica envolvendo os profissionais de jornalismo da Record Brasília que estavam participando de um grupo de WhatsApp onde comentavam sobre colegas negros tem ganhando uma proporção gigantesca na mídia. Segundo informações do Portal Notícias da TV, o diretor de jornalismo João Beltrão teria sido demitido da emissora por acobertar os funcionários envolvidos no caso de racismo.

A investigação apurou que Beltrão teria sido contra a demissão das jornalistas que foram demitidas, por estarem no grupo e fazerem os comentários racistas, inclusive são mensagens de uso de palavras de baixo calão, ele também teria se recusado a mudar-se para São Paulo. Antonio Guerreiro, vice-presidente de Jornalismo da emissora, decidiu demitir o diretor, e substituí-lo por Domingos Fraga, diretor do portal R7.

Procurada, a Record TV não comentou sobre o caso, mas confirmou a troca de diretores em comunicado oficial a imprensa. João Beltrão, que já estava há 14 anos na emissora, também não quis falar sobre a demissão.

Confira o comunicado da Record:

“A Record TV anuncia que, a partir desta quarta-feira (11/3), as redações de jornalismo da televisão, da internet e do portal R7 terão comando único, , que será assumido por Thiago Contreira, diretor de Conteúdo do Jornalismo.

O vice-presidente de Jornalismo da Record TV, Antonio Guerreiro, diz que esta é uma forma natural para desenvolver a produção jornalística. ‘O jornalismo da Record TV tem vocação multiplataforma. A unificação das redações é um caminho natural na evolução da integração de conteúdo e visa a ampliação do alcance do trabalho de nossos jornalistas nos mais diversos meios reforçando a credibilidade que é a marca de nosso nosso jornalismo’, explica ele.

Domingos Fraga, que estava na direção do portal R7, é o novo diretor de jornalismo de Brasília”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

MP investiga compra de oxigênio para postos de saúde e UPAs de Londrina

Prefeitura pagou três vezes mais pelo produto no auge da pandemia.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -