- Publicidade -
- Publicidade -

Contra reformas, estudantes ocupam duas escolas em Paranaguá

Trending

Estudantes de pelo menos dois colégios estaduais de Paranaguá participam do protesto denominado “Ocupa Paraná”, incentivado por organizações estudantis. As escolas José Bonifácio e Alberto Gomes Veiga foram ocupadas por alunos que são contra as reformas no ensino médio propostas pelo Governo Federal. Em Guaratuba, a escola estadual Joaquim Mafra também foi ocupada. O Governo do Paraná pediu reintegração de posse das instituições.

Em todo o estado, 118 escolas estão sem aula por conta da manifestação que começou há cerca de uma semana. A Secretaria de Estado da Educação informou que solicitou junto à Procuradoria Geral do Estado o termo de reintegração de posse das escolas estaduais ocupadas. O Secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita, por sua vez afirmou que a Polícia Militar só será usada após se esgotarem os diálogos pelo encerramento do protesto e a liberação das instituições.

Em declarações dadas à imprensa na última sexta-feira (07), o governador Beto Richa (PSDB) afirmou que os estudantes estariam sendo influenciados por ideais partidários do PT por meio de movimentos sociais como a CUT-PR numa “perfeita doutrinação”. Ainda segundo o governo, milhares de estudantes estão sem ir à escola por causa do movimento.

“Eu peço aos pais e mães que cuidem dos seus filhos nas escolas, que conversem com seus filhos: meu filho, o que está acontecendo? Meu filho, por que você está manifestando? Quem pediu para você fazer isso? Em nome do que, de que causa? É uma doutrinação. Estão formando cidadãos, amanhã, que vão defender os grupos extremistas, grupos de esquerda. E quem deve receber ou passar a formação dos seus filhos são os pais e as mães”.

Ainda segundo Richa, professores deveriam ensinar e não substituir o papel dos pais.

Mário Sérgio Ferreira de Souza, secretário jurídico do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), defendeu os estudantes e negou que interferência do sindicato na ação de ocupação das escolas. Para ele o governador fez declarações infundadas, quando o papel seria de diálogo e negociação.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o PT Paraná por sua vez emitiram nota criticando o pronunciamento de Beto Richa.

Alunos arrecadam alimentos

Através das redes sociais, alguns alunos dos colégios ocupados em Paranaguá negaram fazer parte de movimentos partidaristas e argumentaram que estão, inclusive, arrecadando alimentos para os demais estudantes. Eles denunciam que acessos ao refeitório, banheiros e locais que poderiam ser usados como dormitórios foram fechados, e portanto, passam por dificuldades.

Em apoio ao manifesto secundaristas, a Universidade Estadual de Cascavel (UniOeste) também foi ocupada nesta segunda-feira (10).

A reportagem tentou contato com os diretores das escolas ocupadas, mas eles não foram localizados.

Escola é ocupada na região metropolitana de Curitiba - Foto: Divulgação
Escola é ocupada na região metropolitana de Curitiba – Foto: Divulgação
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Atropelamento deixa vítima fatal na BR-369 na Vila Marizia em Londrina

Atropelamento aconteceu próximo ao cruzamento com a rua Ermelindo Leão.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -