- Publicidade -
- Publicidade -
Array

Justiça pede que pai e avó de Eduarda Shigematsu sejam levados a júri popular

Trending

A promotoria do Ministério Público do Paraná pediu à Justiça que o pai e a avó paterna da menina Eduarda Shigematsu, de 11 anos, sejam levados a júri popular para serem julgados pela morte da menina, cujo o corpo foi encontrado enterrado no quintal da casa de um parente em abril de 2019.

Ricardo Seidi e Terezinha de Jesus Guinaia, pai e avó da menina, chegaram a ser presos pelo crime. Ele permanece em prisão preventiva desde então, mas a mulher foi liberada e responde em liberdade.

Para o promotor Hideraldo José Real, tanto o pai quanto a avó foram responsáveis pelo crime. A promotoria frisa que os meios empregados para a morte da garota foram cruéis e sem chance de defesa da vítima. O fato de ser do sexo feminino, também caracteriza feminicídio.

+ RELEMBRE O CASO EDUARDA SHIGEMATSU

Eles são acusados ainda de ocultação de cadáver e falsidade ideológica.

Ricardo Seidi Shigematsu é acusado de matar a filha Eduarda por esganadura. O homem confessou que escondeu o corpo da filha, mas negou que tenha matado a criança. Ele disse que encontrou o corpo dela enforcado com uma corda na porta do quarto. Em seu depoimento, ele disse que a mãe não sabia nada a respeito da morte da menina ou sobre a ocultação do corpo.

A partir do pedido do MP, as defesas tem prazo para apresentar as alegações finais, antes que o juiz decida se os dois irão ou não a júri popular.

Foto de Ricardo Seidi preso na PEL – Foto: 24Horas
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Atropelamento deixa vítima fatal na BR-369 na Vila Marizia em Londrina

Atropelamento aconteceu próximo ao cruzamento com a rua Ermelindo Leão.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -