- Publicidade -
- Publicidade -

Médico gaucho é preso no Egito por assédio sexual

Trending

O médico gaúcho Victor Sorrentino fez sucesso no Brasil como autor de livros e cursos de coach para quem deseja ter uma vida mais saudável física e mentalmente, segundo a sua propaganda. Defensor do tratamento precoce contra a covid-19, o médico foi alvo de críticas no último fim de semana.

Em seu perfil no Instagram, que tem quase 1 milhão de seguidores, ele publicou um vídeo fazendo o que considerou uma “piada”, fazendo trocadilhos de cunho sexual com uma mulher muçulmana no Egito que tentava lhe vender um papiro — artigo de madeira utilizado para escritos na era antiga do país. O médico pergunta a ela em português: “Vocês gostam mesmo é do bem duro, né?”. E reafirma “e comprido também fica legal, né?”. A vendedora, que não entende a língua, acaba respondendo “sim” em meio a risadas dele e dos amigos. 

O vídeo viralizou e o médico coach foi detido no país para prestar esclarecimentos. Neste domingo, dia 30, o Ministério do Interior egípcio informou que prendeu um estrangeiro (não divulgou o nome) após “assédio a uma mulher, depois que ele publicou um vídeo com imagens do incidente em uma rede social onde os serviços de segurança conseguiram identificar a vítima e o autor”. 

Pós-graduado em nutrologia e credenciado pelo Instituto Brasileiro de Coach, o médico se divulga como “palestrante internacional”. Em seu site, ele oferece um curso por assinatura para ensinar de “maneira 100% eficaz” como prevenir depressão, calvície, impotência, insônia, além de melhorar a memória e fortalecer a imunidade, entre outras propostas. 

 

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Vereadores aumentam salário do prefeito de Paranaguá de R$ 16 para quase R$ 26 mil

Também sobem os salários do vice-prefeito e dos secretários municipais.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -