- Publicidade -
- Publicidade -
Array

Prefeito de Rolândia é afastado por suspeita de corrupção e terá que usar tornozeleira eletrônica

Trending

LONDRINA, PR – Uma determinação da justiça afastou o Prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi Neto, além de outras dez pessoas, suspeitas de estarem envolvidas em um esquema de corrupção que causou prejuízos aos cofres municipais da cidade, na região metropolitana de Londrina.

Francisconi os servidores afastados terão que usar tornozeleira eletrônica a partir de agora. Eles são investigados pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que na manhã desta segunda-feira (10) desencadeou a Operação Patrocínio, na sede da Prefeitura de Rolândia, onde apreendeu documentos e computadores.

Prefeito de Rolândia Luiz Francisconi afastado pelo Gaeco – Foto: Reprodução

Conforme o Gaeco, a empresa Somopar pagou R$ 150 mil de propina a Francisconi e aos demais integrantes da organização criminosa. Em contrapartida, a prefeitura restringia a participação de empresas locais, e delimitava o ramo de atividade empresarial que poderia explorar atividade econômica no barracão do antigo ‘IBC’.

O Gaeco também investiga secretários municipais, que teriam solicitado propina a uma empresa de metalurgia, além de desvios de dinheiro público com o uso de notas fiscais falsas, e superfaturamento de contrato com uma empresa de transporte público e escolar.

Os alvos da operação, além do prefeito, são o seu Chefe de Gabinete, Victor Hugo da Silva Garcia, o secretário de desenvolvimento econômico, Dário Campiolo, o secretário de educação, Claudio Pinho, a secretária de saúde Rosana Alves, o Procurador-Geral Carlos Frederico Viana Reis, o secretário de Cultura Fernando Pina, secretário de infraestrutura Vanderlei Massussi, e a servidora Carolina Erdei Garcia, esposa do chefe de gabinete da cidade. A investigação também apura a participação do servidor Lucas Fernando da Silva no esquema.

Os empresários investigados, por sua vez, são: Edgar Fernando Rufatto e Euclides Antonio Ruffato, do grupo Somopar; Jeferson Marques da Silva, do grupo Vysa Transportes, e Marco Antonio Pavoni, da Metalmix.

Roberto Negrão, prefeito em exercício de Rolândia, disse que Francisconi está em viagem e que ainda não teve mais informações sobre o afastamento do interino. Negrão relatou que soube do afastamento ao chegar na Prefeitura na manhã desta segunda-feira.

Segundo o prefeito em exercício, a equipe da prefeitura deve se reunir para definir substitutos dos titulares das secretárias que foram afastados.

VEJA O VÍDEO DO GAECO NA PREFEITURA DE ROLÂNDIA:

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Polícia encerra festa com mais de 400 pessoas em chácara na zona leste de Londrina

Menores também estavam no local consumindo bebidas e drogas.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -