- Publicidade -
- Publicidade -

Secretária de Saúde de Rolândia morre aos 31 anos em Londrina

Ela estava internada com quadro grave de embolia pulmonar.

Trending

A secretária de Saúde de Rolândia, Paloma Pissinati, de 31 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (25) na UTI do Hospital Universitário de Londrina. Paloma tratava um tromboembolismo pulmonar agudo e sofreu duas paradas cardiorrespiratórias.

A informação da morte da secretária foi confirmada pela assessoria da Prefeitura de Rolândia. Segundo a equipe médica, Paloma teve morte cerebral na quarta-feira (24) e hoje a família autorizou que os órgão dela sejam doados.

Ainda na tarde de quarta o HU havia informado que ela seguia internada em estado crítico com piora no quadro neurológico, sob coma induzido e ventilação mecânica.

Amigos, familiares e colegas de trabalho chegaram a se reunir em oração no pátio da Matriz de Rolândia pela manutenção da vida da secretária.

Os motivos da embolia pulmonar não foram esclarecidos. A prefeitura, no entanto, desmentiu notícias falsas, como a de que a piora tinha relação com a vacina da Covid-19, ou ainda a fake news de que ela teria se recusado a se vacinar.

A prefeitura informou que Paloma havia sido imunizada com as duas doses e não testou positivo para o coronavírus.

VIDA

Formada em enfermagem, ela também tinha mestrado na profissão pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Doutorado em Enfermagem na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Paloma foi nomeada secretária de saúde no início do ano, na ocasião da posse do atual prefeito Ailton Maistro.

Ela era casada, mas ainda não era mãe. Informações sobre o velório e sepultamento não foram informadas até o momento.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Ciclista que morreu em acidente com jogador do Flamengo estava trabalhando

Vítima era entregador de aplicativo e morreu após ser atropelado.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -