- Publicidade -
- Publicidade -

Cidades do litoral adotam Plano de Gestão de Resíduos Sólidos Digital a partir de novembro

Além dos sete municípios do Litoral outros 17 da região dos Campos Gerais estão em contato com o Instituto, que faz a instalação do sistema.

Trending

Pontal do Paraná, Matinhos, Guaratuba, Morretes, Antonina, Guaraqueçaba e Paranaguá , a partir desta segunda-feira, 1º de novembro, irão implementar o Plano de Gestão de Resíduos Sólidos (PGRS) Digital. Com isso, os municípios do litoral do Paraná, ligados a AMLIPA- Associação dos Municípios do Litoral estarão se adequando as normas do marco legal do Saneamento Básico que estabelece, entre outras coisas, que o lixo gerado pelos estabelecimentos comerciais tenho o seu destino correto,

O PGRS Digital Módulo de Gestão Pública está sendo disponibilizado gratuitamente aos municípios do litoral, assim como treinamento e suporte, pelo Instituto Gestão Brasil. Com este treinamento, os municípios poderão se adequar à Lei 12.305/2010 da Política Nacional de Resíduos Sólidos, no que se refere à cobrança da apresentação dos Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – PGRS das empresas geradoras de resíduos ajudará a cadastrar, identificar e ainda, permitirá aos municípios a se adequarem à Lei 14.026/2020.

Novo Marco Legal do Saneamento Básico, ajudando na comprovação da sua sustentabilidade econômico-financeira nos serviços de coleta de resíduos sólidos urbanos, separando os resíduos domiciliares dos resíduos gerados pelas empresas, com isso, poderão criar tarifa pública de limpeza urbana com modicidade.

Além dos sete municípios do Litoral outros 17 da região dos Campos Gerais estão em contato com o Instituto, que faz a instalação do sistema, o treinamento e gestão do sistema PGRS Digital.

MATINHOS

Matinhos foi a primeira cidade do Paraná a se regulamentar conforme à Lei n.º 20.607/2021, que institui o Plano Estadual de Resíduos Sólidos. O termo de adesão foi assinado em 24 de agosto pelo prefeito Zé da Ecler. Ele recebeu em seu gabinete o vice-presidente do Instituto Gestão Brasil, José Carlos de Farias. Também esteve presente o secretário municipal de Meio Ambiente, Ari Nomax, e a e a diretora-geral da pasta, Jaqueline Heimann.

Segundo Farias, Matinhos foi escolhida pelo Estado para ser o primeiro município paranaense a se adequar ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos, previsto na Lei n.º 12.305/2010, que é a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ele explicou que com o sistema a cidade iria cadastrar seus grandes geradores de resíduos, se adequando também à Lei n.º 14.026/20, que é o Marco Regulatório do Saneamento Básico.

Da acordo com José Carlos de Farias, os resíduos domésticos são de responsabilidade dos municípios. No entanto, estabelecimentos comerciais de grande porte são responsáveis pela destinação final desses resíduos, sendo obrigados a contratar um profissional habilitado pelo conselho de classe – engenheiro, biólogo ou bioquímico. Cabe a esse profissional elaborar o plano de gerenciamento de resíduos sólidos que deverá ser enviado pelo município.

Ainda conforme o vice-presidente do Instituto Gestão Brasil, é no plano de gerenciamento que estão informações como quais são os resíduos gerados, quem irá fazer o transporte e qual será a sua destinação. Além disso, o local para onde o resíduo será destinado precisa de autorização do município para o seu recebimento.

O plano de gerenciamento será elaborado por meio do Primeiro Sistema para Recepção Eletrônica para o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. O PGRS digital vem sendo distribuído gratuitamente para todos os municípios do Paraná pelo Instituto Gestão Brasil. A empresa desenvolve projetos e ações integradas nas áreas de consultoria ambiental.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF

Indicação de Bolsonaro ficou parada na CCJ por mais de quatro meses.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -