Fique Ligado!

Curitiba

Megaoperação mobiliza até helicóptero da PM para fiscalizar lockdown em Curitiba

Ação acontece horas depois do prefeito Rafael Greca decretar lockdown na cidade.

Derick Fernandes

Publicado

em

noticiaimagens 143676 img1 fisalizao3 | 24Horas

Uma grande ação integrada entre Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Setran e o Batalhão Policial de Operações Aéreas (BPMOA) fiscalizou diversos pontos de Curitiba na noite de sexta-feira (12) e no início da madrugada de sábado (13). Os locais são alvo de denúncias por aglomeração de pessoas, algo que está proibido em razão da Covid-19.

Além de um helicóptero, um ônibus da Delegacia de Eventos (DEMAFE), e dezenas da viaturas foram mobilizadas. Houve a aplicação de multas, orientação e dispersão de frequentadores em vários bairros.

A operação chamou a atenção pelo aparato utilizado. Horas antes, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, determinava lockdown severo por oito dias na cidade, uma medida válida a partir desde sábado até o próximo domingo (21). Além de dar cumprimento ao decreto municipal, a ação também visa dar cumprimento ao toque de recolher, que ainda está válido das 20h às 05h em todo o Paraná.

MULTA E CASSAÇÃO DO ALVARÁ

O primeiro local visitado na Avenida dos Estados, no Portão, um bar foi multado pelos agentes. Na sequência, outro estabelecimento foi averiguado e também foram constatadas irregularidades. Esse segundo endereço já é um local reincidente no desrespeito aos decretos – e além da empresa ter sido multada, também foi notificada com a abertura do processo de cassação do alvará.

noticiaimagens 143676 img1 fisalizao3 | 24Horas

Foto: Franklin Freitas / Bem Paraná

Segundo o Tenente Casagrande, da PM, o roteiro da operação foi construído com base em denúncias feitas a órgãos como a própria PM e a Guarda Municipal. Ele explicou que as denúncias feitas ao longo da semana foram consideradas como pontos a serem visitados. “A cidade inteira será fiscalizada na noite de hoje, principalmente naqueles pontos onde tem mais denúncias de aglomeração ou estabelecimentos que estejam descumprindo os decretos municipal e estadual de medidas sanitárias”, disse.

Ainda há a previsão de multa para cidadãos que estejam em desordem com as medidas. A falta do uso de máscara por exemplo, e a presença nesses locais, pode fazer com que a pessoa seja levada à delegacia e responda por crime contra a saúde pública.

 

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
PUBLICIDADE

24H no FACE

ÚLTIMAS

EM ALTA