- Publicidade -
- Publicidade -

Fluxo de veículos nas praças de pedágio desativadas será canalizado

Motoristas serão orientados a desviar pelas laterais das praças.

Trending

Um novo fluxo de tráfego será organizado nas 27 praças de pedágio que serão desativadas a partir deste final de semana no Paraná. O modelo a ser implementado, segundo o Governo do Paraná, garante a segurança do usuário e evita a formação de filas.

Ao passar pelas praças, os veículos não terão mais que cruzar as cabines, mas sim desviar pelas laterais, sem ter que entrar pela estrutura do pedágio em si. As pistas centrais serão bloqueadas em ambos os sentidos.

Para isso, será instalada uma nova sinalização. A nova canalização de tráfego será implantada pelas concessionárias e operada pelas Polícia Rodoviária Federal e Polícia Rodoviária Estadual, articuladas pela Secretaria Estadual de Segurança Pública.

“Com isso, a gente pretende evitar qualquer tipo de acidente nas praças de pedágio”, explica o comandante-geral da PMPR, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

A mudança é válida a partir de sábado (27) nos pedágios de Jacarezinho, Jataizinho, Sertaneja (Econorte); Arapongas, Mandaguari, Presidente Castelo Branco, Floresta, Campo Mourão, Corbélia (Viapar); e São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói (EcoCataratas).

A partir de domingo (28), a nova lógica também será aplicada para os pedágios de Prudentópolis/Relógio, Irati, Porto Amazonas, Imbituva, Lapa (Caminhos do Paraná); Balsa Nova, Palmeira, Carambeí, Jaguariaíva, Tibagi, Imbaú, Ortigueira (Rodonorte); e São José dos Pinhais (Ecovia).

VEJA UM VÍDEO EXPLICATIVO:

Alexandre Fernandes, diretor de operações do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), reforçou que é necessária a colaboração e atenção da população, sobretudo neste momento de transição.

“Pedimos que os usuários evitem parar nas praças de pedágio, para não causar transtornos no tráfego. Esses são pontos de risco potencial para ocorrência de acidentes. Por isso, a gente pede cooperação da população, respeitando os limites de velocidade e redobrando a atenção no momento da travessia das praças de pedágio”, enfatizou.

ETAPAS DE ATUAÇÃO

No momento em que a operação das concessionárias for encerrada, haverá equipes da PRF nas praças de pedágio das rodovias federais e da PRE nas praças das rodovias estaduais para coordenar a sinalização e organizar a canalização do fluxo. Os oficiais estarão verificando os primeiros momentos do trânsito sem concessão.

Segundo Elton Scremin, chefe de operações da PRF no Paraná, haverá duas etapas de atuação do órgão com relação à canalização. A primeira, mais intensa, será realizada até o dia 9 de dezembro.

“Haverá um reforço variável de cerca de 50% do efetivo, podendo chegar a 100% em locais de maior demanda”, aponta.

A partir do dia 10, na segunda etapa, o reforço será em locais e momentos específicos conforme indicadores de fluxo de veículos como de ocorrência de acidentes.

Também haverá um novo reforço no período das festas de fim de ano, período em que se espera um aumento de tráfego.

Da parte da Polícia Militar, será empregado um reforço operacional. “Os policiais vão reforçar a malha viária tanto nas rodovias estaduais quanto nas federais, em apoio à Polícia Rodoviária Federal”, complementa coronel Hudson.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Jovem de 21 anos morre em acidente com caminhão na BR-369 em Cambé

Rapaz que morava em Maringá ficou preso sob a carreta e foi arrastado.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -