Fique Ligado!

Coronavírus

Hospital em Londrina registra morte de 2 funcionários por Covid-19: eles teriam se recusado a tomar vacina

31 funcionários do hospital chegaram a assinar o termo de não imunização

Anna Rosa

Publicado

em

vac | 24Horas
Dois funcionários da área saúde se recusam a tomar vacina e morrem por complicações do covid-19/ Foto: JONATHAN CAMPOS

O Hospital da Zona Sul de Londrina alegou ter registrado a morte de dois profissionais da instituição por complicações do coronavírus. Ambos os profissionais teriam assinado um termo oficializando a decisão de não se imunizar contra a doença.

Os profissionais da área da saúde podem ter a opção de não se imunizar contra a Covid-19, mas é necessário que assinem um termo oficial declarando a decisão. Um dos principais motivos que tem levado as pessoas a não tomarem a vacina é o medo de ter alguma reação grave, afirma a 17ª Regional de Saúde.

Segundo informações do próprio hospital, no total, 31 funcionários chegaram a assinar o termo de não imunização. Mas, através de um trabalho de conscientização feito pela instituição, esse número caiu apenas para dez profissionais.

Um dos falecidos, que trabalhava na enfermaria como auxiliar administrativo, Jeferson Alves da Costa, 34 anos, teria negado a se vacinar, mas mudou de ideia e recebeu a primeira imunização no mês de março. Porém, o homem faleceu, por complicações da covid-19, antes que recebesse a imunização completa, com a segunda dose.

A outra profissional que faleceu foi a técnica de enfermagem Angela Marques, 54 anos. De acordo com o hospital, a profissional também teria se recusado a tomar a vacina, e veio a óbito por complicações da doença em 23 de abril.

 

*Estagiária sob supervisão do jornalista Derick Fernandes

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

EM ALTA