UEL suspende aulas de Medicina após surto de Covid-19 em alunos que estiveram em festa

Coordenação do curso analisa penalidades disciplinares aos estudantes.

- Continua depois da publicidade -

Trending

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) suspendeu as atividades presenciais de mais de 300 alunos do curso de medicina depois de seis casos de Covid-19 serem confirmados entre os estudantes do curso que teriam participado de uma festa.

A coordenação do curso da UEL teve acesso a uma relação de 50 estudantes que participaram da festa, cujo o público total teria superado 300 pessoas aglomeradas em uma chácara da região metropolitana.

O Plano de Contingência e Segurança Sanitária da UEL estabelece que todas as atividades práticas sejam suspensas pelo período de 14 dias após a identificação de surtos da Covid-19. Nesse período, os estudantes devem participar de atividades remotamente.

Os alunos que tiveram resultado positivo serão acompanhados por equipe médica. A coordenação de Medicina também avalia penalidades contra os jovens que participaram do evento, e por consequência foram diagnosticado com o vírus.

“Fizemos uma reunião com os alunos e estamos estudando sansões disciplinares. A direção também vai fazer uma reunião com todos os alunos, porque isso é inadmissível para um estudante de medicina”, lamentou Neide Tomimura, coordenadora de Medicina da UEL.

Em nota, a universidade destacou que “todos os estudantes sabem dos protocolos rígidos necessários para a atuação profissional dentro do ambiente hospitalar, que exige, por consequência, respeito ao Código de Ética e o cumprimento restrito da conduta adequada para o estudo da saúde e o pleno exercício desta profissão”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Cultura: prazo para inscrever projetos no Promic encerra segunda

Ao todo, o Promic destinará R$ 1.360.000,00 para os projetos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -