- Publicidade -
- Publicidade -

Hospital Universitário de Londrina tem 93% de ocupação dos leitos para Covid-19

Trending

O Hospital Universitário de Londrina (HU) tem apenas quatro leitos exclusivos para pacientes com Covid-19 disponíveis. 57 dos 61 leitos disponíveis na instituição estavam ocupados nesta segunda-feira (30), o que representa 93% de lotação da UTI.

A informação foi revelada pela diretora do Hospital, Vivian Feijó, que ainda revelou que 77% dos leitos de enfermaria estão em uso. 101 de 131 leitos estão ocupados. Dos 101 pacientes, apenas 36 não tem quadro de coronavírus. Eles estão sendo tratados na mesma ala uma vez que o hospital não conta com outras disponíveis.

Segundo o hospital, os pacientes não diagnosticados com a Covid-19 são isolados na ala para que não tenham contato com outros pacientes, e assim não sejam infectados. 

O Hospital Universitário de Londrina é referência no Norte do Paraná para casos de coronavírus. Além de Londrina, o hospital atende outros 93 municípios da região. Nem todos os pacientes internados na unidade são residentes em Londrina.

Conforme a direção, ainda houve um aumento de 87 pacientes no pronto-socorro da unidade com suspeitas da doença. Esse aumento repentino aconteceu em apenas 4 dias, e pelo menos 50 pacientes esperam atendimento nos corredores do hospital por falta de leitos.

Além do HU, Londrina conta ainda com outro hospital público, além dos privados, que atendem casos da doença. A Irmandade Santa Casa de Londrina (ISCAL) tem 14 pacientes com Covid-19 internados no pronto-socorro. A capacidade é para 12 pacientes.

Não foram informados dados sobre o Hospital Evangélico e Hospital do Coração, que são privados.

PREFEITURA DESCARTA MEDIDAS

A diretora do Hospital Universitário disse que o aumento nos casos é reflexo da liberação de várias atividades por parte da prefeitura. O prefeito Marcelo Belinati (PP) rebateu e disse que a pandemia está sob controle em Londrina.

Belinati garantiu que a prefeitura pode contratar leitos emergenciais para pacientes com Covid de hospitais privados da cidade. Ele ainda lembrou que o Governo do Paraná recentemente fechou leitos exclusivos em Londrina, aumentando a pressão sobre o sistema de Saúde.

O prefeito também comparou os resultados de Londrina com os casos em Maringá e em Curitiba. Ele reforça que Londrina tem muito menos casos ativos que essas cidades, e que não são necessárias medidas restritivas da prefeitura nesse momento. “A pandemia está sob controle aqui na cidade, e não é o Marcelo Belinati que estabelece isso; São indicadores, dados concretos que podemos observar”, disse.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Mulher de 31 anos morre após acidente na Castelo Branco, em Londrina

Acidente aconteceu na tarde de sábado no Jardim Hedy.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -