Fique Ligado!

Maringá

Situação da pandemia se agrava em Maringá; Não há mais leitos de UTI disponíveis

Segundo a prefeitura, 100% dos leitos exclusivos para Covid-19 estão ocupados.

Derick Fernandes

Publicado

em

maringa1 | 24Horas

Maringá chegou neste domingo (28) a 100% de ocupação dos leitos UTI exclusivos para Covid-19. Segundo boletim divulgado pela prefeitura, todos os hospitais que atendem o Sistema Único de Saúde (SUS) e também as unidades privadas não tem mais vagas.

Ainda neste domingo, o Hospital Municipal de Maringá informou que havia chegado a 100% de ocupação. Eram 93% de ocupação na UTI reservada para casos graves e 106% de lotação na UTI para pacientes com suspeita da doença ou que usam máscara de oxigênio.

A Secretaria de Saúde da cidade  justificou a lotação devido a transferência de dez leitos para a UTI da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na Zona Sul de Maringá.

Conforme o boletim da Secretaria, Maringá tinha 57 pacientes residentes na cidade internados em leitos intensivos para adulto no SUS, sendo que a capacidade é 55. Já na rede privada, a situação é ainda mais grave, com 109 pacientes internados em UTIs, quando a capacidade é de 94 leitos UTI exclusivos para Covid-19.

Por outro lado, Maringá tem 57,46% de ocupação dos leitos de enfermaria. Atualmente, 50 pacientes estão nas enfermarias – a capacidade é de 87. Na rede privada, as enfermarias estão 74,43% ocupadas; No total, 460 pacientes estão na rede privada, que conta com 618 leitos.

A prefeitura espera colocar em operação 15 leitos extras de UTI adulto geral na rede privada e dois leitos na rede pública. A cidade também recebeu respiradores e aparelhos médicos do Governo do Estado.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

EM ALTA