- Publicidade -
- Publicidade -

Belinati reclama do preço do botijão de gás a R$ 110: “ninguém aguenta”

Prefeito de Londrina cobrou ações do Governo Federal para reduzir valor.

Trending

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP) usou as redes sociais para criticar o preço do gás de cozinha. Ele alfinetou o governo e cobrou soluções para que os valores reduzam, e cause menos impacto nas famílias.

Em tom de indignação, Belinati disse que o “Governo Federal precisa resolver essa questão” e que o país já tem 41 milhões de pessoas em situação de fome.

O prefeito salientou que em Londrina o custo médio do botijão está em R$ 110 e que ninguém aguenta custear esse valor.

Imediatamente, bolsonaristas rebateram a publicação de Belinati, argumentando que ele deveria cobrar “o governador” por causa dos valores, em alusão ao ICMS cobrado pelo estado, o mesmo argumento usado pelo presidente Bolsonaro para se isentar do assunto.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

MP investiga compra de oxigênio para postos de saúde e UPAs de Londrina

Prefeitura pagou três vezes mais pelo produto no auge da pandemia.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -