Fique Ligado!

Brasil

Bolsonaro volta a dizer que Brasil precisa trabalhar

Presidente reforçou o uso do tratamento precoce contra Covid-19.

Lyvia Fernandes

Publicado

em

bolsonaro
Foto: Reuters

Nesta segunda (05/04), o  presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o fim do lockdown e o retorno da população ao trabalho. A declaração ocorreu em São Sebastião, durante a inauguração de dois residenciais populares do Programa Verde e Amarelo. Ao lado da comitiva do governo, de máscara, o presidente disse que  a entrega das moradias foi possível pois teve gente que não parou de trabalhar em meio à pandemia.

1 4bdceeb6 066b 4093 9b61 36c91282c73f 6597177

Em evento no DF, Jair Bolsonaro destaca a volta ao trabalho e o “tratamento precoce” da covid-19. (crédito: Minervino Junior/CB/D.A Press)

“É uma satisfação participar de um evento como esse onde pessoas necessitadas estão recebendo um benefício, um imóvel patrocinado pela nossa Caixa Federal. É sinal de que teve gente que não parou durante a pandemia. E o que dói no coração da gente: de quatro pessoas que nós entregamos de forma simbólica a chave, uma era aposentada e três estão desempregadas. Três desempregados. Pessoas humildes. Só Deus sabe como estão sobrevivendo”, relatou.

Bolsonaro também voltou a defender, indiretamente, o chamado “tratamento precoce” uso de medicamentos sem comprovação científica contra a Covid-19 e afirmou que irá nesta semana à cidade catarinense de Chapecó onde segundo ele, o prefeito João Rodrigues do (PSD) faz um “trabalho excepcional” no atendimento de quem precisa de tratamento a fim de mostrar que “o vírus é grave, mas seus efeitos têm como ser combatidos”. 

O então presidente afirma que desde o ano passado o uso de Cloroquina e Ivermectina no tratamento da Covid-19, mesmo diversos estudos terem apontado a ineficácia dos remédios para a doença. 

Em suas redes sociais, Jair publicou um vídeo elogiando o prefeito chapecoense. 

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
Registre-se
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

EM ALTA