- Publicidade -
- Publicidade -

Capitais registram protestos contra o governo Bolsonaro

Trending

Milhares de pessoas protestaram neste sábado (29) em várias capitais brasileiras pedindo a renúncia do presidente Jair Bolsonaro. Os protestos aconteceram em pelo menos 20 estados além do Distrito Federal. Em Brasília a manifestação se concentrou no Eixo Monumental; não houve incidentes, segundo a Polícia Militar do DF.

Os protestos foram organizados por movimentos sindicais e sociais, e contou ainda com apoio de partidos políticos da oposição. Os manifestantes usaram máscaras com os dizeres “genocida” e carregaram cartazes cobrando a vacinação da população contra a Covid-19, além de mensagens com críticas ao Governo Federal. No DF, a PM não divulgou estimativas de quantas pessoas estiveram no ato.

Protesto em Brasília – Foto: Reprodução / TV Globo

SÃO PAULO

Na capital paulista, o protesto aconteceu na Avenida Paulista. O ato também terminou sem incidentes e foi pacífico, de acordo com a Polícia Militar de São Paulo. Apesar da maior parte dos manifestantes usarem máscaras, foram identificados pontos de aglomeração.

Em SP, o protesto também exibiu faixas e cartazes com pedidos pelo impeachment de Bolsonaro. Eles também defendiam o Auxílio Emergencial, além da valorização da educação e da saúde no país.

Além da capital, no interior paulista as cidades de São Carlos e Ribeirão Preto também tiveram manifestações contra o governo.

Manifestações contra Bolsonaro aconteceram em várias capitais – Foto: Colaboração

RIO DE JANEIRO

Na capital carioca, os manifestantes se encontraram no Centro. O protesto iniciou por volta das 10h com a concentração de um grupo na Praça Mauá. Às 11h20 os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Presidente Vargas até chegarem a Candelária.

Eles também carregavam faixas e cartazes contra Bolsonaro e pediam a renúncia do presidente.

Protesto no Rio: Manifestantes caminharam pela Avenida Presidente Vargas – Foto: Colaboração

PARANÁ

Em Curitiba, a manifestação foi na Praça Santos Andrade, em frente à sede histórica da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os manifestantes fizeram uma passeata que iniciou na região da Boca Maldita, na Rua XV de Novembro, ponto tradicional de protestos em Curitiba.

O protesto reivindicou vacinação em massa, e também lembrou dos quase 460 mil mortos por causa da Covid-19. Além disso, os presentes também defenderam o auxílio emergencial.

Protesto em Curitiba cruzou ruas do Centro da cidade – Foto: Divulgação

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Cultura: prazo para inscrever projetos no Promic encerra segunda

Ao todo, o Promic destinará R$ 1.360.000,00 para os projetos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -