- Publicidade -
- Publicidade -

STF nega pedido de habeas corpus para libertar Daniel Silveira

Deputado está preso desde junho por ordem de Alexandre de Moraes.

Trending

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido de habeas corpus em caráter provisório, que foi protocolado pela defesa do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Os advogados pediram que a decisão do dia 24 de junho que restabeleceu a prisão de Silveira fosse revogada pela Corte, para que ele pudesse responder o inquérito em liberdade. A defesa argumenta que há ilegalidade na manutenção da prisão do parlamentar.

A ordem que prendeu Daniel Silveira foi determinada por Alexandre de Moraes. O deputado está preso no Batalhão Especial Prisional da Polícia Militar, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Conforme a decisão do STF, o parlamentar teria violado por 36 vezes as regras de uso da tornozeleira eletrônica.

No habeas corpus, a defesa alegava que Alexandre de Moraes deixaria de apreciar os pedidos para revogação da custódia apresentados por ela.

Barroso, no entanto, não acatou o pleito e disse que não há fato novo, que o recurso se limitará então a “reproduzir, sem qualquer inovação de fato e/ou de direito, os mesmos fundamentos subjacentes à postulação anterior”.

A decisão é de 03 de setembro, no entanto só foi divulgada nesta quinta (09).

A defesa de Daniel da Silveira criticou a decisão de Barroso e disse que Alexandre de Moraes, relator do inquérito dos atos antidemocráticos, está “entorpecido pelo poder” e fica “confabulando com seus pares, inclusive de Barroso, no sentido de continuar com essas atrocidades e aberrações jurídicas”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Cultura: prazo para inscrever projetos no Promic encerra segunda

Ao todo, o Promic destinará R$ 1.360.000,00 para os projetos.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -