- Publicidade -
- Publicidade -

Entidades de Londrina divulgam carta aberta criticando STF e se alinhando a Bolsonaro

Texto mostra claro alinhamento político e ideológico em o presidente.

Trending

Entidades empresariais de Londrina, Cambé e Ponta Grossa divulgaram uma carta aberta fazendo críticas a atuação do SupremoTribunal Federal (STF) e alinhando o discurso ao presidente Jair Bolsonaro. O texto foi publicado hoje (03).

A carta assinada pela Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Sociedade Rural do Paraná (SRP), Sinduscon, Sincoval e a Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG), critica a falta de harmonia entre os três poderes, e diz que não há separação entre eles.

O texto também sugere que o STF é o principal responsável pela insegurança jurídica e política que atinge “a todos os brasileiros de bem” – um discurso bem próximo ao manifestado pelo presidente Jair Bolsonaro.

As entidades também dizem que o que acontece atualmente é uma luta pela “segurança jurídica e política” e a favor da “manifestação de pensamento”. Nesse ponto eles fazem uma referência à liberdade do ex-presidente Lula, cujo os processos da Operação Lava Jato foram anulados pelo Supremo Tribunal Federal.

“As recorrentes decisões proferidas pelo STF, por um lado anulando-se processos da Operação Lava Jato, libertando pessoas envolvidas em crimes milionários em detrimento ao povo brasileiro e, por outro, com abertura de inquéritos e decreto de prisão sem o devido processo legal, contra aqueles que, dentro das garantias constitucionais, emitem suas opiniões, transbordam os limites democráticos e causam revolta nos cidadão de bem”

A carta prossegue:

“Hoje o que se vê são criminosos sendo liberados e cidadãos sendo presos e alvo de operação de correntes de manifestação de pensamento”.

O texto finaliza indicando que o STF extrapola seu papel e deixa de ser “fiel guardião” da Constituição Federal, com a liberdade de expressão assegurada. Por fim, as entidades criticam o fundão eleitoral aprovado pelo congresso em R$ 5,7 bilhões.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Beneficiários do Bolsa Família recebem auxílio emergencial hoje

Parcela do benefício será paga a beneficiários com o NIS 07.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -