- Publicidade -
- Publicidade -

Ex-vereador é condenado a 28 anos de prisão por rachadinha no Paraná

Justiça também determinou devolução de valores à prefeitura de Araucária.

Trending

O ex-vereador Esmael Padilha, de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, foi condenado pela Justiça a 28 anos e 8 meses de prisão por prática de “rachadinha”, que é quando o parlamentar exige devolução de parte do salário de assessores para ele mesmo.

Padilha também foi condenado a pagar uma multa.

O ex-vereador foi considerado culpado pelos crimes de organização criminosa e concussão (quando uma pessoa ocupa cargo público e ganha vantagem indevida).

Além do ex-parlamentar, a esposa dele e dois ex-assessores também foram condenados.

A Justiça determinou condenação solidária aos réus, que juntos terão que pagar R$ 331 mil para a prefeitura da cidade. Sobre o valor também serão incididos taxas de juros e correção monetária.

Os advogados de defesa de Esmael Padilha não se posicionaram sobre a decisão. Eles foram condenados a partir de uma ação do Ministério Público do Paraná (MP-PR) que começou em 2018 e foi até 2019. Na ocasião Promotorias de Justiça de Araucária denunciaram vereadores e assessores da legislatura entre 2013 e 2016.

A investigação apurou ainda que existia um esquema de ‘mensalinho’ em um acordo do alto escalão da prefeitura e membros do Legislativo. Segundo o MP, na época, o então prefeito da cidade pagava R$ 10 mil para cada vereador e concedia cargos no Executivo para apadrinhados políticos, em troca da aprovação de projetos na Câmara e evitar a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Câmara de Curitiba aprova projeto que adia reajuste do IPTU em 2022

Proposta da prefeitura define que reajuste deve ser aplicado somente em 2023.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -