- Publicidade -
- Publicidade -

Prefeito de Nova York ironiza pizza na calçada e indica locais de vacinação a Bolsonaro

Bill de Blasio mencionou o presidente brasileiro no Twitter com um link.

Trending

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, voltou a ironizar a presença do presidente Jair Bolsonaro na cidade, onde deve participar da Assembleia Geral da ONU. Blasio marcou Bolsonaro no Twitter onde sugeriu a ele locais de vacinação em Nova York, depois de ler uma reportagem do jornal The Daily Beast relatando o episódio em que Bolsonaro comeu pizza na calçada, pois não poderia frequentar ambientes internos por não estar vacinado.

Antes mesmo que Bolsonaro desembarcasse na cidade, ele foi alvo de críticas do prefeito por afirmar abertamente que não foi imunizado contra o coronavírus. Nesta segunda-feira (20) Bolsonaro voltou a fazer a afirmação diante do premier britânico, Boris Johnson, que nos instantes anteriores havia defendido a vacina AstraZeneca, e declarou que havia recebido duas doses do imunizante.

Bill de Blasio sugeriu que Bolsonaro nem mesmo viajasse a cidade, caso não se vacinasse. O prefeito adotou um protocolo rígido na cidade de Nova York para que estabelecimentos como bares e restaurantes só permitam a entrada de pessoas vacinadas com as duas doses do imunizante contra a Covid-19.

Nas últimas semanas, Blasio também fez pressão as Nações Unidas para exigirem dos líderes mundiais certificados de vacinação prévios, ou então convencê-los a tomar uma dose da vacina da Johnson & Johnson, em dose única e disponibilizada gratuitamente pela prefeitura a todos que participam da Assembleia Geral.

Apesar disso, a ONU está localizada em território internacional e não está sujeita às leis dos Estados Unidos. A ONU concordou em seguir os protocolos sanitários de Nova York, mas o secretário-geral, António Guterres, disse não ter meios para obrigar os chefes de Estado e diplomatas que estão na cidade a tomarem a vacina.

SE VACINE

Ainda na tarde de segunda-feira, Bill de Blasio já havia alfinetado Bolsonaro durante uma entrevista coletiva, em que ele aparecia ao lado de uma tela com a foto do presidente brasileiro acompanhada da frase: “Se vacine”.

“Precisamos mandar uma mensagem a todos os líderes globais, incluindo mais notoriamente Bolsonaro, do Brasil, que se você quer vir aqui, é necessário estar vacinado. Se você não quer se vacinas, não se dê o trabalho de vir”, disse.

Em 2019, o prefeito de Nova York e Bolsonaro trocaram farpas nas redes sociais, por causa de uma homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA que seria feita a Bolsonaro. O evento inicialmente marcado na cidade foi cancelado por causa de pressão da comunidade local, e do próprio prefeito, que declarou que Bolsonaro não era bem vindo à NY.

Na ocasião, o governador de São Paulo, ex-bolsonarista João Dória, saiu em defesa de Bolsonaro e mandou recado ao prefeito de Nova York.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Londrina perde para o Guarani e segue na zona de rebaixamento da Série B

Guarani conseguiu uma vitória sobre o Londrina por 3 a 0.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -