Queiroga mostra dedo do meio a manifestantes em Nova York

Comitiva presidencial foi recebida com protestos em Nova York.

- Continua depois da publicidade -

Trending

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga não se conteve e mostrou o dedo do meio a manifestantes que protestavam contra a comitiva presidencial em Nova York, nos Estados Unidos, na noite de segunda-feira (20).

Um vídeo mostra o momento em que Queiroga que estava dentro de uma van faz o gesto obsceno aos manifestantes, que retribuem com o mesmo sinal.

A situação aconteceu na saída da comitiva de Jair Bolsonaro de uma recepção em Nova York. Houve um princípio de confusão envolvendo manifestantes contrários à presença do presidente brasileiro na cidade.

Um grupo de aproximadamente dez pessoas gritavam palavras de ordem contra o chefe do executivo. Ele foi chamado de “genocida” e “assassino” pelo grupo, que protestou em frente à residência da missão brasileira na Organização das Nações Unidas (ONU), no Upper East Side. O presidente participo de um jantar no local, e já havia sido recebido com protestos ao chegar na recepção. Ele respondeu com um sinal de negativo ao grupo.

Os manifestantes levaram um caminhão com um telão que havia circulado durante todo o dia pelas ruas de Nova York, com mensagens como “Bolsonaro is burning the Amazon” (Bolsonaro está queimando a Amazônia). O outdoor ambulante circulou quarteirões vizinhos ao prédio onde o presidente estava.

Na saída da recepção, Bolsonaro registrou um vídeo com a ajuda de um auxiliar, exibindo os ativistas ao fundo e apontando para eles. A atitude irritou o grupo.

O chefe brasileiro publicou no Facebook o vídeo que gravou na saída do jantar, ironizando os manifestantes: “meia dúzia de acéfalos protesta contra Jair Bolsonaro para delírio de parte da imprensa brasileira”, escreveu.

DISCURSO NA ONU

O presidente brasileiro também deve ser recebido com protestos na Organização das Nações Unidas. Os manifestantes prometeram estar desde as 06h30 locais (07h30 no Brasil) desta terça-feira (21) nos acessos ao edifício sede da ONU para novos atos.

Bolsonaro vai discursar na abertura da Assembleia-Geral, por volta das 10h (Brasília).

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Polícia encerra festa com mais de 400 pessoas em chácara na zona leste de Londrina

Menores também estavam no local consumindo bebidas e drogas.
- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -