- Publicidade -
- Publicidade -

Requião pede apoio a filiados para retomar controle do MDB e disputar o governo

Trending

A comissão provisória do MDB do Paraná anunciou para o próximo dia 31 de julho a convenção para eleger o novo comando da legenda no estado. O partido sofreu intervenção da direção nacional em fevereiro deste ano, quando o então presidente da sigla, deputado estadual Anibelli Neto foi substituído por uma comissão temporária, formada por deputados federais e estaduais do partido, que disputam o controle da legenda com o grupo formado pelo ex-governador Roberto Requião.

Anibelli Neto substituiu o ex-deputado federal João Arruda, que deixou a presidência do partido em 2020 para disputar a prefeitura de Curitiba, eleição no qual foi derrotado.

Com o objetivo de disputar o Governo do Paraná em 2022, Requião tenta retomar o controle do MDB para garantir vitória nas convenções que definirão a candidatura. Ele enfrenta a resistência de outros partidários que preferem dar apoio à reeleição do atual governador, Ratinho Junior (PSD).

Nesta segunda (19) e terça-feira (20) Requião divulgou dois vídeo nas redes sociais, anunciando que pretende lançar uma chapa para a convenção do partido, e pediu apoio aos filiados para ajudá-lo no projeto. Segundo ele, a chapa batizada de “Sempre MDB” quer resgatar o projeto político da sigla, que é baseado em atuações com foco social, e assim estabelecer a pauta de uma candidatura própria ao governo.

“O nosso partido hoje está à margem de tudo. Nas pesquisas temos 1,5% de apoio da população. Nós podemos mudar isso. Mas precisamos de tempo para reorganizar o partido, as regionais do PMDB”, defende Requião no primeiro vídeo. “E nós temos que começar isso já. Eu me dispus a isso. Quero montar uma chapa. E quero saber se você apoia essa minha iniciativa e se você se dispõe a participar dessa chapa”, anuncia ele, que termina a convocação em tom de desafio: “Está conosco nessa proposta ou não está? Se está com outra visão de Ratinho, de entreguismo do Brasil e tudo mais. Se for assim, eu não estou com vocês”, afirmou o ex-governador.

No segundo vídeo, Requião declarou abertamente que tem como objetivo retomar o controle do MDB estadual para evitar o apoio do partido à reeleição de Ratinho Junior. O ex-senador tem convite aberto do diretório nacional do PSB para se filiar ao partido e disputar as eleições.

“Estou aqui pedindo o seu apoio para disputar o governo do Estado pelo nosso velho MDB de guerra”, afirmou com saudosismo, lembrando do período em que foi governador.

“Mas o PMDB foi minguando. Hoje não temos diretório na metade dos municípios do Paraná. Nós temos que retomar esse processo. Precisamos ir à luta. E alguns companheiros desanimados, capturados por ideias que não são as peemedebistas resolveram apoiar o ‘Rato’ na próxima eleição”, diz Requião.

Por três ocasiões ele já foi governador do Paraná (1991-94 / 2002-2006 / 2007-2010) e ainda ocupou a cadeira no Senado entre 2011 e 2018. Caso consiga emplacar seu nome na disputa em 2022, será a quinta vez que Requião concorre ao Governo do Paraná.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -

Sugestões do editor

- Publicidade -